03 de abril de 2017

Tour pelo Santa Marta: O que a Globo não mostra

Primeiro: esse não é um post político. Segundo: não sei onde eu estava na cabeça quando escolhi esse título.

Se você me acompanha no Instagram, viu que em março eu vivi uma experiência incrível na minha própria cidade. Fiz o Tour pelo Santa Marta com o Gilson “Fumaça”, do Favela Scene. Morador da comunidade, formado em Turismo, dono do Hostel Favela Scene e flamenguista roxo, o Gilson recebe turistas e cariocas há 11 anos.

Guiando cada grupo pelos becos da favela, cumprimentando cada morador do Santa Marta e mostrando a beleza que existe no lugar, o tour com o Gilson é uma experiência única. E se tem uma coisa que ele me disse e que pude ter certeza é: ele ama o que faz.

Essas últimas semanas a favela tem sofrido com o confronto entre bandidos e policiais. Porém, eu e outros amigos tivemos o privilégio de poder circular pela comunidade sem nenhum problema. Ainda estava tudo calmo, o rolézin foi perfeito e nesse post eu vou contar como foi o tour.

Sobre o Morro Santa Marta

A Favela Santa Marta está localizada em Botafogo, bairro nobre da Zona Sul do Rio de Janeiro. Ganhou esse nome no início do seculo XX, quando uma devota levou a imagem da Santa para o alto do Morro.

O lugar começou a ser habitado por funcionários do vizinho Colégio Santo Inácio e de lá para cá, ganhou sua própria identidade.

Conquistou notoriedade mundial em 1996, quando foi palco do clipe da música “They Don’t Care About Us” de Michael Jackson – junto com o Pelourinho em Salvador. Naquela época, os produtores do clipe negociaram as gravações com o “dono” do morro. A música, que é praticamente um hino à injustiças sociais, continua se encaixando até os dias atuais.

Com a morte do cantor em 2009, a favela ergueu uma estátua em sua homenagem um ano depois, exatamente na lage onde MJ gravou o videoclipe.

Em 2008 o Morro Santa Marta ganhou destaque das notícias novamente. Nesse ano, a primeira Unidade de Polícia Pacificadora (UPP) foi inaugurada. E até pouquíssimo tempo, era considera umas das mais bem sucedidas do projeto.

Tour pelo Santa Marta

A favela Santa Marta em Botafogo

Tour pelo Santa Marta MJ

Em tamanho real, a estátua é um dos principais atrativos do lugar

Tour pelo Santa Marta Moradores

Na favela você também vai encontrar simpatia, gentileza, sonhos…

Tour pelo Santa Marta

O Gilson, idealizador do projeto Favela Scene, oferece várias opções de tour pelo Santa Marta. Existe o tour simples, o tour fotográfico, com samba, com feijoada, churrasco e até o tour com direito a trilha para o Mirante Dona Marta, que foi o que eu fiz.

Ponto de Encontro

O tour pelo Santa Marta geralmente tem como ponto de encontro a Praça Corumbá, no quiosque de informações turísticas. Eu, a Thays do Insta Rio Na Moral e seu namorado Everton chegamos um pouco antes do horário combinado até para nos conhecermos.

A gente só trocava mensagens pelo celular até então, e estávamos loucas para nos encontrar.

O Gilson chegou por volta das 10 horas e de lá, o passeio seguiu para o Bondinho Santa Marta, com parada na metade do morro e continuação do tour pelos becos até o topo a pé.

Tour pelo Santa Marta Plano Inclinado

O bondinho do Santa Marta ou Plano Inclinado

O Gilson, ou Fumaça como também é conhecido, recebe cariocas e turistas de todos os cantos do Brasil e do mundo, mostrando como é o dia a dia na comunidade e a realidade que muitos insistem em não querer ver.

A dificuldade de subir até o topo com o Bondinho desativado da metade para cima da favela, o inconveniente de comprar uma geladeira e levá-la nas costas, a beleza no olhar das crianças brincando pelos corredores estreitos, a inocência de cães e gatos que não fazem ideia se moram na favela ou não.

O Fumaça é tão querido pelos moradores que durante o tour ele “arrastou” quatro deles para nos fazer cia.

Tour pelo Santa Marta Favela Scene

Por onde passa, o Gilson Fumaça (de camisa verde) cumprimenta os moradores (Foto: Thays Rio Na Moral)

Pontos de Interesse

A visita garante passar por lugares icônicos da comunidade, como as casas coloridas, a casa onde Madonna visitou, a lage onde está a estátua de MJ, a igreja onde guarda a imagem da Santa Marta, os becos onde foram gravadas cenas do filme Tropa de Elite – O Inimigo Agora é Outro e Velozes e Furiosos 5, e a cereja do bolo, a casa da mãe do Gilson.

A casa da Dona Maria Helena ficou conhecida na favela por ter uma coleção de mais de 300 relógios. Eles são de todos os tamanhos, formas e lugares. Eu pude conferir de perto e vi que ainda existem alguns espaços na parede, já quero mandar um de presente para ela ;)

Tour pelo Santa Marta Favela

O morro Santa Marta é uma das favelas mais íngremes do Rio de Janeiro

Tour pelo Santa Marta rio de janeiro

Thays e o namorado na lage da Igreja

Tour pelo Santa Marta casa com mais de 300 relógios

A sala da Dona Maria Helena

Tour pelo Santa Marta gilson fumaça

São mais de 300 relógios de todos os tipos e de vários lugares do Brasil e do mundo

Tour pelo Santa Marta Hostel Favela Scene

Olhando com carinho, ainda existem espaços vazios. Quem se anima em presentear a dona Maria Helena?

Morro Santa Marta

Tietei os moradores da casa (Foto: Thays Rio na Moral)

Tour pelo Santa Marta o rei do pop

Tour pelo Santa Marta Michael Jacskon

Tour pelo Santa Marta Em cantos Fotográficos

Selfie com meu ídolo

Mirante Dona Marta

No passeio que eu fiz, subimos a trilha pela mata até o famigerado Mirante Dona Marta.

Você também pode chegar no Mirante Dona Marta de carro => Como Chegar no Mirante Dona Marta

A subida não é simples. A trilha tem pontos difíceis e cordas são necessárias. Conseguimos chegar no topo em 30 minutos. Por outro lado, a vista do lugar compensa o cansaço.

Tour pelo Santa Marta e Mirante Dona Marta

O trecho com corda

Tour pelo Santa Marta trilha Mirante

A recompensa \o/

Está vindo pro Rio? Procure o hotel que se encaixe no seu perfil aqui, você não paga nada a mais por isso = > Booking no Em Cantos

Almoço na Favela

Depois do tour pelo Santa Marta, e depois de ter subido e descido a trilha para o Mirante, o estômago já dava sinais de reclamação. O Gilson nos convidou para um almoço e aceitamos. Fomos até o Bar e Pizzaria Carioca e eu tenho que dizer: comida na favela é o que há!!! Super bem servido, barato e uma delícia. Como eu amo carne suína, não pensei duas vezes e pedi o carré acebolado com batata frita. Arroz, feijão, salada e farofa eram a vontade. Gastei R$22 com o meu prato, duas latas de refrigerante e mais os 10%. Demais!

A experiência foi incrível, do início ao fim.

Tour pelo Santa Marta Bar e Pizzaria Carioca

Restaurante simples, comida deliciosa e papo bom

Apenas para Refletir

Desigualdade, ódio e corrupção… Enquanto andarem em conjunto, quem perde são os moradores, o comércio e o turismo da favela, além de mancharem ainda mais a imagem da cidade. O tour pelo Santa Marta te leva para lugares onde famosos pisaram, sentaram, cantaram. Te faz conhecer um pouco da história do lugar, te leva ao passado, onde as casas eram construídas mais no topo do morro, te faz almoçar num restaurante raiz. Mas visitar a favela, ver de perto a realidade do que acontece lá dentro enquanto você lê esse post no seu smartphone, é uma experiência transcendental.

Tour pelo Santa Marta esperança

O que você vê nessa imagem?

 

Ficha Técnica Favela Scene

Criador do projeto: Gilson “Fumaça”

Idioma do Tour: Português/Inglês

Valores do tour pelo Santa Marta: variam de R$95 a R$140

Para agendamentos e maiores informações, visite o site

Comente via Facebook
Deixe um Comentário
9 Comentários
  1. Adriana Magalhães • 17 de junho de 2017 - 09:55

    Adorei o post. Principalmente pela reflexão ao final… Ver essas realidades de perto é bom para tormarmos o tal choque de realidade né?

  2. Paula • 16 de junho de 2017 - 16:43

    Adorei o post! A vista do mirante é maravilhosa, parecia bem complicado de subir com aquela corda, mas no final valeu a pena. Fiquei bem interessada no tour!

  3. Viajante Comum • 16 de junho de 2017 - 15:39

    Nosssaa! Que legal! Curti demais e já quero! Hahaha! Mais uma coisa da longa lista ‘o que ainda tenho que fazer no Rio”! Amei! Arrasou, ZÊ!

  4. Diego Arena • 16 de junho de 2017 - 11:06

    Que lugar incrível. Com certeza temos muito a aprender e conhecer subindo o morro!
    E a vista de lá é incrível eim!
    Obrigado por compartilhar sua experiencia! Lindas fotos

  5. Analuiza (Espiando Pelo Mundo) • 16 de junho de 2017 - 06:39

    oi Zê… pelo seu relato, posso imaginar que tenha sido mesmo uma experiência digna de nota. São tantas cidades dentro de nossa cidade não é mesmo?! É preciso conhecê-la, respeitá-la e entender seus prós e contras, seus problemas e soluções. Uma viagem assim, com certeza nos faz pensar beijos

  6. Paulo Venoso • 05 de abril de 2017 - 23:25

    Show de bola o post, achei interessante esses tour que fazem pelas favelas, tenho vontade de fazer um também, essa vista ai de cima é impagável, pessoal julga muito as favelas e não vê que exitem muitas belezas por lá, excelente post.

  7. Dhebora • 05 de abril de 2017 - 19:17

    Amigaaa! Que post incrível!!! Deve ter sido uma experiência única conhecer o Santa Marta! E a parte gastronômica no final vale mesmo a pena hein! Haha

  8. tikdeviagem • 04 de abril de 2017 - 12:30

    Amei esse post! Tenho muita vontade de subir o Santa Marta e ter a recompensa da vista divina, mas ao mesmo tempo, morro de medo, não tem jeito, vivemos em lugar que aprendemos a ter medo de tudo e ficar 100 % atentos.

  9. Thiago Carvalho • 04 de abril de 2017 - 07:40

    Excelente post. Parabéns! Acho que o fundamental desses passeios é ter exatamente o olhar que você preservou – crítico! Infelizmente muitos vão apenas pelo turismo e fecham os olhos para os gigantescos problemas que as comunidades brasileiras enfrentam. Excelente!

voltar
para o
topo